quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

50 tons de opinião própria

Vamos combinar uma coisa antes desse resumo: os livros são infinitamente mais ricos que os filmes, pronto, agora vamos lá.

*ficha literária*

Nome: Cinquenta tons 
Autor: E. L. James
Gênero: ficção inglesa ou como eu gosto de chamar: romance com menos dosagem de açúcar.
Páginas: É uma trilogia

Anastasia Steele é uma estudante de literatura Inglesa que (tarãn) espera que seu "par ideal" saia de um dos seus romances favoritos {compartilhamos desse sonho, ein?}, seu pedido é concedido, mas com uma condição: conhecer e ajudar o seu parceiro na jornada para encontrar seus vários demônios {arrisco-me a dizer que são uns 50}.
  • Christian Grey é um multi-hiper-mega-bilionário que com 27 anos descobriu o jogo do mundo dos negócios desde construções até projetos envolvendo acabar com a fome no mundo e construiu um império, tá, mas de que interessa sua condição financeira? Em muito, primeiro que o livro não teria a mesma emoção sem o Charlie Tango (leiam e entendam <3)  

Filme X Livro

  • Bom, pra quem leu a trilogia e assistiu o filme deve ter sentido MUITA falta de pequenos e grandes detalhes que pra gente faz toda a diferença do mundo. Sinceramente? no filme as cenas de sexo parecem uma coisa extremamente machista (o que é no inicio) e fria, não demonstra prazer, excitação, nada disso. As cenas do filme são tão frias que se eu desviasse a atenção por 30 segundos quando voltasse acharia que ela estava sendo estuprada/forçada aquilo.
  • Eu travei no primeiro livro porque nunca tinha lido um livro erótico antes e a minha primeira reação foi como a de todo mundo: "Que livro bosta" "que merda" "não acredito que ela vai se submeter a isso", gente, só a partir do segundo livro é que muita coisa vai fazer sentido, mas uma coisa eu te garanto: não é SÓ sexo, tem sexo, muito sexo, trepada sacana como ele -Grey- chama, mas pra quem curte um suspense, drama, quem viaja na leitura vai perceber o quanto os segredos do Sr. Grey tornam toda a trama mais interessante e bem diferente do que muitas vezes parece ou do que o filme passa, Anastasia não é essa submissa toda.
  • Concordo plenamente que a narrativa tenha um teor fora do nosso habitual, certo? Nem tanto. Para falar a verdade, se vocês lerem com atenção, vão observar que Anastasia sentiu-se tentada o tempo todo a experimentar aquilo POR CONTA PRÓPRIA, ela quis saber até onde iria seus limites e se ela gostaria ou não daquele tipo de sexo. Vamos combinar que não é esse o tipo de relação que a gente escuta falar o tempo todo, mas quando você está entre 4 paredes são SUAS emoções que importam, é o que te dá prazer que conta e é isso o que o livro traz, o famoso "tabu do sexo". Christian tem um lado obscuro, mas esse foi o diferencial que a E L James encontrou para não ser mais um livro descrevendo o tipo de sexo que é aceito ou não. Se eu pudesse reinventar a trama mudaria alguns fatos, principalmente levando em consideração que o livro é a versão dela, mas acredito que o livro tenha ofendido a tanta gente pelo fato de não falar do tipo de sexo "baunilha" que todo mundo espera.

Indicado pra quem:

  1. Enjoou de romance com "mimimi" o tempo todo
  2. Gosta de fantasias 
  3. Tem mente aberta e curiosidade sobre outros estilos de vida
  4. É louco por suspense, segredos, mistérios
  5. Curte ter e perder o controle, rs.
  6. Especialmente pra quem não julga um livro pela capa, por quantos milhões do cópias ele já vendeu, quem lê com os próprios olhos e não com os olhos dos outros.
E o mais importante desse post é o recado final: NUNCA, nunca mesmo, deixe ninguém querer te julgar pelo o que você lê, seja um clássico Machado de Assis que muitos consideram "chato" ou por um best-seller estourado no NY Times que todos consideram "modinha", deixe o julgamento para os "caretas", porque nós somos sonhadores, somos literários, somos personagens de livros e só você pode decidir o que gosta e o máximo que o outro pode fazer é concordar ou não!
Com amor, Mirelle.

6 comentários:

  1. Sinceramente, eu sempre ouvia muita gente falando desse livro e nunca senti curiosidade de ler, depois que vi o teaser do filme foi que eu 'entendi' o sucesso que o livro fez, mas depois de ler a tua opinião sobre o livro e filme minha vontade de assistir ou ler chegou a -15, não faz meu estilo.
    Xerim :)
    www.trilouca.com
    Meu canal: www.youtube.com/c/blogtrilouca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é realmente mt diferente do que estamos acostumados a conviver, eu acabei gostando da história, mas eu entendo bem a repulsa sobre o tema.

      Excluir
  2. Ola, Mirela!
    Primeiro quero agradecer a visita e comentário no meu blog.
    Ainda não li 50 tons de cinza e quero muito ler a trilogia completa do livro para tirar minhas conclusões. Acho muito legal, apesar de não ter lido, um romance diferente dos convencionais. Pelas resenhas que eu li não chega a considerar que o livro tem tanta sacanagem pesada não, mas eu vou ter que ler para falar. Enfim gostei muito de conhecer seu blog e foi mais um incentivo para conhecer a trilogia de 50 tons de cinza. Eu gosto muito de ler antes de ver filme. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm prefiro ler antes de assistir, espero saber a sua opinião em breve. <3

      Excluir
  3. adorei a sua opinião sobre o livro, poderia escrever mais sobre outros livros

    Oi, te segui, pode seguir de volta? ♥ Ah, e tenho layouts grátis lindos parar blog e faço por encomenda também, dá uma olhada :3
    Leitoras Ocultas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom q gostou em breve trarei mais resenhas!! <3

      Excluir